Your browser is out-of-date.

In order to have a more interesting navigation, we suggest upgrading your browser, clicking in one of the following links.
All browsers are free and easy to install.

 
  • in vitruvius
    • in magazines
    • in journal
  • \/
  •  

research

magazines

architectourism ISSN 1982-9930

Uxmal, México. Foto Victor Hugo Mori

abstracts

português
Michel Gorski, editor de Arquiteturismo, defende um debate esclarecedor sobre o destino do Minhocão, tentando fugir da discussão esquemática e radical que prevalece até o momento, e que impede decisões mais adequadas para o destino da área.


how to quote

GORSKI, Michel. Desmontar o Minhocão, ou lá fazer um parque, é uma atitude de direita ou de esquerda? Arquiteturismo, São Paulo, ano 11, n. 131.05, Vitruvius, fev. 2018 <http://mail.irmaosguerra.com/revistas/read/arquiteturismo/11.131/6875>.


Estou impressionado com o radicalismo em geral, até entre os grupos que defendem ações urbanas, como o destino do Minhocão, que mesmo mesclando internamente diversas posições ideológicas, são peremptórios em suas posturas, como torcidas organizadas de futebol, sempre dispostas a matar e/ou morrer.

Bem, nos tempos em que se discutia ao vivo, e não se discursava nas ondas da internet, qualquer coisa podia ser conversada, sem se perder os amigos.

Se fosse só para marcar uma posição – defendo a desmontagem oficialmente desde 1993 –, não estaria me manifestando, e agora que os carros um dia sairão de cima do Minhocão, tem gente que até defende mantê-los, como forma de evitar a gentrificação. O que seria isto, um malufismo de esquerda?

Elevado Costa e Silva, o Minhocão
Elevado Costa e Silva, o MinhocãoFoto Abilio Guerra

Apesar de ter quilômetros de extensão, não há só um Minhocão. O maior trecho se sobrepõe à São João – a mais importante avenida da cidade, em minha opinião –, depois segue por Santa Cecília sobre ruas e espaços abertos, para o terceiro trecho na Amaral Gurgel. Digo isto, sugerindo que a análise seja feita por partes, tanto para usos, como para desusos.

Tenho medo das soluções quilométricas, que nossos alcaides adoram, um foi de marginais, outro de ciclovias, e este de privatizações, tudo sempre muito rápido, prá já! Parece que ser prefeito daqui é sempre meio e não fim. Somos apenas a população de Portugal.

Tudo isto pra dizer que adoraria conversar sobre o destino daquela coisa medonha que pousou no centro da nossa cidade, primeiro para separar os motorizados dos pedestres e que agora separa amigos, de diferentes torcidas uniformizadas.

Pensei também (para aproveitar a viagem), que a Cidade Limpa iria gerar “cidadelimpismo” por toda parte, e não uma coroa de outdoors envolvendo São Paulo, mas isto já outra conversa, para os sobreviventes, se houverem, da primeira.

Elevado Costa e Silva, o Minhocão
Foto Abilio Guerra

notas

NA1 – meu artigo de estreia no Vitruvius, sobre o minhocão: GORSKI, Michel. Abaixo o elevado. O desmonte do Elevado Costa e Silva e o efeito catalisador para a revitalização do Centro. Minha Cidade, São Paulo, ano 06, n. 061.02, Vitruvius, ago. 2005 <www.vitruvius.com.br/revistas/read/minhacidade/06.061/1970>. Sobre o tema, ver também: GORSKI, Michel. Funciona, mas não é bom. Arquiteturismo, São Paulo, ano 04, n. 044.06, Vitruvius, out. 2010 <www.vitruvius.com.br/revistas/read/arquiteturismo/04.044/3636>.

NA2 – ver documentário O quer era, o que é, o que será Santa Cecília? Direção e roteiro de Vinicius Mainardi. Produção de Brothers in picture <https://www.youtube.com/watch?v=UPZZH-wMUR4&feature=youtu.be>.

sobre o autor

Michel Gorski é arquiteto e escritor, trabalha com arquitetura do entretenimento e urbanismo, é coeditor da revista Arquiteturismo. Autor dos livros (em parceria com Silvia Zatz): Por um triz (juvenil), O soprador (romance adulto), Irerê da Silva e A mão livre do vovô (infantis).

comments

131.05 editorial
abstracts
how to quote

languages

original: português

share

131

131.01 quiz show

Quem sabe os nomes dos arquitetos dessas casas? E qual é a rua onde estão implantadas?

Michael Wesely

131.02 eu estive lá!

Quando Gauguin virou Van Gogh

Lincoln Paiva

131.03 patrimônio natural

Patrimônio mundial na terra do gelo

Carolina Fidalgo de Oliveira

131.04 arquiteturismo em questão

A implantação do Geoparque Seridó como estratégia de desenvolvimento regional

Simone da Silva Costa and Marcos Antônio Leite do Nascimento

131.06 exposição

Da loucura de cada um

Abilio Guerra

131.07 ensaio fotográfico

Teotihuacán

Victor Hugo Mori

131.08 literatura

Estela, a escova, os sons e os sapatos

Luís Antônio Jorge

newspaper


© 2000–2018 Vitruvius
All rights reserved

The sources are always responsible for the accuracy of the information provided