Your browser is out-of-date.

In order to have a more interesting navigation, we suggest upgrading your browser, clicking in one of the following links.
All browsers are free and easy to install.

 
  • in vitruvius
    • in magazines
    • in journal
  • \/
  •  

research

magazines

newspaper

news

Iniciativa faz parte de um conjunto de ações decorrentes de compromisso assinado com a ONU

A Comissão para a Equidade de Gênero – CTEG do Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil – CAU/BR lançou um diagnóstico público para construção coletiva da pauta das mulheres, visando a superação dos desafios do exercício da arquitetura e urbanismo. Toda sociedade pode participar. Clique aqui para responder o questionário.

A CTEG é uma iniciativa decorrente da adesão do CAU/BR à plataforma Women Empowerment Principles – WEP, criada pela ONU Mulheres e o Pacto Global, por meio da qual o Conselho assumiu publicamente o compromisso de promover a equidade de gênero em todas as suas instâncias organizacionais e em seu relacionamento com a sociedade.

A CTEG será responsável por produzir e encaminhar proposta de Política do CAU para a Equidade de Gênero, com recomendações de ações para a sua operacionalização e atualização periódica em rede, envolvendo atores em todo o território nacional. O plano de trabalho da Comissão está disponível no site.

O compromisso foi objeto da Deliberação Plenária nº 0076-01/2018, de 9 de março de 2018. A partir de então, o CAU/BR promoveu uma série de ações na área, destacando-se:

1 – No mês de março de 2018, foi lançada a campanha nacional ‘Trajetórias Inspiradoras de Arquitetas e Urbanistas’, onde as arquitetas e urbanistas de cada estado elegeram uma ou mais profissionais locais a serem homenageadas com uma reportagem sobre a sua atuação. O resultado pode ser conferido clicando aqui;

2 – Ainda em março, lançamos um diagnóstico inédito sobre a presença da mulher na Arquitetura e Urbanismo, identificando baixos índices de representatividade feminina nas posições políticas e de destaque nas organizações do setor. O resultado da pesquisa pode ser conferido neste link;

3 – Em abril do ano passado, o CAU/BR protocolou junto à Secretaria de Trabalho do Ministério da Economia a revisão do nosso Acordo Coletivo, que incluiu a previsão de licença paternidade de 20 dias consecutivos e de redução da jornada de trabalho em 2 horas diárias às colaboradoras que retornarem da licença maternidade, até que a criança compete 1 ano de idade da criança. O documento vigente está disponível clicando aqui;

4 – Em junho, o Núcleo de Gestão de Pessoas convidou todos os nossos colaboradores a paralisarem suas atividades durante a realização dos jogos da Copa do Mundo de Futebol Feminino;

5 – Finalmente, o CAU/BR tem promovido, junto ao GT de Mulheres do Fórum de Presidentes do CAU, o Ciclo de debates: Mulheres na arquitetura e a produção da cidade inclusiva para as mulheres, cuja primeira edição foi realizada em 3 de julho, no Museu Histórico de Santa Catarina, sediado no Palácio Cruz e Sousa, em Florianópolis. Mais informações no site.

As próximas edições do ciclo de debates estão previstas para setembro em Sergipe (e Região); outubro em Porto Alegre, durante o Congresso Brasileiro de Arquitetos – CBA; novembro em Salvador (e Região) e em Rio Branco (e Região); em dezembro em Brasília, durante as comemorações do Dia do Arquiteto e Urbanista; fevereiro de 2020 em Fortaleza; março em São Paulo (com abrangência internacional) e julho no Rio de Janeiro, durante o 27º. Congresso Mundial de Arquitetos – UIA2020RIO.

<br />Imagem divulgação


Imagem divulgação

Conselho de Arquitetos e Urbanistas do Brasil

source
CAU/BR
Brasília

share


© 2000–2019 Vitruvius
All rights reserved

The sources are always responsible for the accuracy of the information provided